Terça, 16 de Janeiro de 2018

Saúde privada, tecnologia da informação e produções culturais são setores em crescimento no DF, aponta presidente da Codeplan

O presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Lúcio Rennó, aponta três áreas da economia do Distrito Federal que tem crescido e gerado empregos. São, assim, opções para quem quer entrar no mercado de trabalho ou se qualificar para disputar uma vaga. Um dos destaques é o setor de saúde privada. “Essa área  “empregou enormemente e paga salários diversificados, tanto para o neurocirurgião, quanto para a pessoa do serviço geral que tem qualificações e atribuições muito diferentes”, disse Rennó, em entrevista ao programa CB.Poder, nesta tarde (04/12). Entre os motivos do crescimento, estão a elevada renda média dos brasilienses e a longevidade.

Outra área refratária à crise é a de Tecnologia da Informação (TI), considerada uma das vocações econômicas do DF. Com base em pesquisas da Codeplan, Rennó ressalta ainda  uma consolidação da economia criativa, com produções culturais, produções artísticas e design graças a um mercado brasiliense com capacidade para consumir produtos de luxo. “Esses são alguns caminhos que a nossa economia tem encontrado para driblar, ou seja, para enfrentar a crise”, explica.

A Codeplan acompanha e divulga, no site da empresa, setores que oferecem mais empregos e bons salários. “Temos um monitor do mercado de trabalho, um serviço que faz esse apanhado histórico das profissões que estão contratando mais e pagando melhor no DF”, afirma.

 

Confira a entrevista na íntegra.

 

Fonte: Correio Braziliense

Ler 58 vezes