Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Interlegis sedia encontro de tecnologia da informação dos Legislativos

Técnicos de Tecnologia da Informação (TI) de câmaras municipais e assembleias de dezoito estados e do Distrito Federal, estiveram na abertura do 9ª Encontro do Grupo Interlegis de Tecnologia, nessa quinta-feira (16), em Brasília. Já são mais de 180 inscritos.

Durante a abertura dos trabalhos, Helder Rebouças, diretor-executivo do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), ao qual o Programa Interlegis está vinculado, frisou que cada vez mais a Tecnologia da Informação "deixa de ser um suporte para ser o próprio negócio da instituição", sua razão de ser. O trabalho de TI reflete no município e nos responsáveis por desenvolver políticas públicas, acrescentou. “Soluções operacionais trazem aproximação com o município”, afirmou.

Francisco Biondo, coordenador de Planejamento e Relações Institucionais do ILB/Interlegis, enfatizou que a modernização legislativa se torna mais perceptível na medida em que os processos aplicados nos trabalhos das casas aumentam a participação popular. Segundo ele, o Interlegis ajuda a alcançar esse objetivo tanto por meio do desenvolvimento de produtos tecnológicos para as casas que sejam claros e inteligíveis para a sociedade quanto pela realização de oficinas de capacitação em todo o país.

Luis Fernando Pires Machado, especialista em assuntos jurídicos e instrutor de Oficinas de Revisão de Marcos Jurídicos nas Câmaras, falou sobre a importância de as casas estarem atentas às mudanças e novidades nas leis e adotá-las para o benefício da comunidade. Ele citou vários exemplos de Leis Orgânicas em flagrante dissonância com a Constituição Federal.

Sobre o EnGITEC, o coordenador de Tecnologia da Informação do ILB, Sesóstris Vieira falou que evento consolida o ano de intensas discussões nos grupos virtuais e destacou o esforço de servidores que vieram ao Encontro usando recursos próprios. “Esse grupo que está aqui quer mudar o cenário político do Brasil”, disse.

A mesa de abertura foi composta por Helder Rebouças; Sesóstris Vieira; Francisco Biondo; Alessandro Pereira de Albuquerque, diretor do Prodasen; vereador Itamar José, presidente da Câmara Municipal de Agudo (RS); e Alzira Fernanda, servidora da Câmara Municipal de Paracatu (MG), uma das responsáveis pela organização do evento.

Fonte: Agência do Senado

Ler 16 vezes